Benefícios da drenagem linfática nos sintomas da TPM

A tensão pré-menstrual é um complexo de sintomas entre o 10º e 14º dia que antecede a menstruação e cessa no início do fluxo menstrual. Os sintomas mais comuns da TPM são irritabilidade, alterações de humor, comportamento depressivo, impulsividade e confusão mental. Também pode-se citar fadiga, dor nos seios e nas costas, inchaço da região abdominal e das extremidades, insônia, aumento de peso temporário, enxaqueca, aumento do apetite¹.

● Como tudo acontece?

Muitos dos sintomas da TPM são relacionados ao desequilíbrio entre o estrógeno e progesterona, ao excesso do hormônio prolactina, à deficiência de vitaminas B6 e E, à atividade inapropriada de prostaglandinas ou ainda às alterações na ação de endorfinas e serotoninas no organismo¹. 

O inchaço pré-menstrual é super frequente entre as mulheres,  atingido 92% delas. Isso acontece porque, na segunda fase do ciclo menstrual, o principal hormônio agindo é a progesterona. Esse hormônio causa flacidez na parece venosa e, logo, prejudica o processo de drenagem e retenção hídrica. As alterações no metabolismo hídrico também são responsáveis por ganho de peso, dores abdominais e nos seios¹.

Quando estamos passando por esse período pré-menstrual, o que mais desejamos é uma maneira eficaz de amenizar toda a tensão e dificuldades pelas quais passamos. Pois, saiba que a drenagem linfática pode ajudar a reduzir a TPM¹. Confira!

● O que é drenagem linfática manual?

A DLM é uma massagem que tem como objetivo estimular a drenagem de locais afetados pela retenção hídrica, ou seja, inchados. A técnica consiste em direcionar o líquido do espaço intersticial (local com acúmulo de líquido) para os centros de drenagem do corpo através de manobras manuais especializadas¹.

● Como a drenagem linfática pode ajudar durante a TPM?

A técnica de drenagem linfática manual drena o excesso de líquido acumulado, atuando sobre o inchaço e aliviando esse e outros sintomas. Esse tipo de massagem pode apresentar efeito analgésico e relaxante muscular, reduzindo a enxaqueca e as dores dos seios, da região pélvica e dos membros inferiores, típicas do período pré-menstrual¹.

● Outras práticas para diminuir os sintomas da TPM

Algumas medidas comportamentais também podem contribuir para a redução da intensidade da TPM. Entre elas, estão¹:
- prática de atividades físicas regulares;
- atividades relaxantes;
- repouso;
- alimentação hipossódica (reduzir a ingestão de sal).

A tensão pré-menstrual é um complexo de sintomas entre o 10º e 14º dia que antecede a menstruação e cessa no início do fluxo menstrual.

Referência:

1) Ferreira JJ, Machado AFP, Tacani R, et al. Drenagem linfática manual nos sintomas da síndrome pré-menstrual: estudo piloto [Internet]. Fisiot. e Pesq. 2010 jan-mar [acesso em 26 Jan 2015]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/fp/v17n1/14.pdf.