Por que choramos mais na TPM? 

Nós, mulheres, somos famosas - além das alterações drásticas no humor, fácil irritabilidade, mudanças e dores físicas - pela sensibilidade durante o período pré-menstrual, que muitas vezes resulta em choros exacerbados por coisas que normalmente não choraríamos. Enquetes sobre saúde e doenças mostram que 75% a 80% das mulheres apresentam estes sintomas durante a TPM¹.

Poucas pessoas sabem, mas a tão conhecida TPM (Tensão Pré-Menstrual) é cientificamente chamada de SPM (Síndrome Pré-Menstrual)¹. É considerada uma síndrome justamente por caracterizar-se por um conjunto de sintomas físicos, emocionais e comportamentais, cíclicos e recorrentes¹, como os citados anteriormente.

Logo, chorar mais ou se sentir depressiva durante a TPM é completamente natural. Um estudo, feito com 254 mulheres na faixa etária entre 20 e 44 anos, constatou que 61,8% de 110 entrevistadas que sofriam de SPM ficavam depressivas na semana anterior à menstruação¹.

Os hormônios e fatores por trás da sensibilidade

A razão por trás da SPM (ou TMP) é multifatorial, ou seja, influenciada por uma série de fatores, embora, assim como em outros transtornos de humor femininos, os hormônios sexuais sejam de importância central nas alterações apresentadas durante esta síndrome¹.

Acontece que a oscilação normal de níveis dos estrógenos e da progesterona (hormônios sexuais), no ciclo menstrual, atua sobre a função da serotonina (neurotransmissor), levando as mulheres mais sensíveis às manifestações da SPM¹, dentre as quais, ao choro fácil e a uma maior sensibilidade.

A predisposição genética é outro fator de grande influência, além de causas ambientais e da maneira como desenvolvemos nossa rotina¹. A alimentação pode nos aproximar da hipersensibilidade durante a TPM; alguns alimentos acabam tendo este reflexo sobre nós, como o chocolate, a cafeína, os sucos de frutas e o álcool¹. Deficiências relacionadas à vitamina B6 e ao magnésio são suspeitas de estimularem o quadro depressivo durante a TPM¹.

Como evitar a acentuação dos sintomas?

Aqui estão algumas dicas para aliviar os quadros mais leves da TPM, baseadas nos fatores que o provocam:

     Pratique atividades físicas e relaxantes;

     Use roupas que garantam o seu conforto;

     Procure ter uma alimentação leve, diversificada e saudável;

     Evite o consumo de sódio, evitando assim a retenção de líquido e o inchaço no corpo.

Caso suspeite de que seu quadro é indevidamente acentuado, com sintomas mais intensos que o normal, afetando gravemente sua rotina e relações interpessoais, procure orientação médica para diagnóstico. Existem vários tratamentos alternativos para estes casos. Um profissional da área poderá lhe recomendar e acompanhar o melhor tratamento para você.

E já que todas essas mudanças hormonais acontecem durante o ciclo menstrual, nada melhor do que ficar de olho nele, né? E isso é muito fácil usando o app Sai Cólica, de Buscofem. Ele traz um calendário do ciclo menstrual, com informações como dia da menstruação, período fértil e mais. Além disso, o Sai Cólica, que é gratuito para Android e iOS, também tem jogos superdivertidos para você passar o tempo e se distrair até quando as dores da cólica menstrual resolvem incomodar.

Enquetes sobre saúde e doenças mostram que 75% a 80% das mulheres apresentam estes sintomas durante a TPM¹.

Referência

1-Brilhante AVM, Bilhar APM, Carvalho CB,et al. Síndrome pré-menstrual e síndrome disfórica pré-menstrual: aspectos atuais.  Femina. 2010 Jul; 38(7): 373-378.