Menstruação pode causar anemia?

Durante qualquer tipo de sangramento, o organismo perde um mineral chamado ferro. O ferro é um nutriente essencial à vida. Ele é responsável pela produção das células vermelhas do sangue e pelo transporte do oxigênio para todas as células do corpo.

A carência desse nutriente no organismo resulta em um quadro de anemia (chamado anemia ferropriva). Os sintomas mais comuns são queda de pressão arterial, cansaço, falta de memória, tonturas, fraqueza e palpitação.

A falta de ferro é resultado de um desequilíbrio entre a quantidade do mineral disponível no organismo e a quantidade utilizada. Esse tipo de anemia pode ser causada por uma dieta pobre em ferro ou perda em excesso desse mineral¹.

Durante o período menstrual há perda de sangue e, consequentemente, de ferro. Em mulheres saudáveis, a perda sanguínea chega a no máximo 80mL por ciclo. Essa quantidade é inofensiva e incapaz de causar anemia por si só². Mas é claro que devemos considerar que cada corpo funciona de um jeito, e a perda de sangue através da menstruação varia de pessoa para pessoa.

Para que o organismo tenha a falta de ferro só por causa da menstruação, algumas condições extremas podem ser observadas:

- Fluxo intenso, com perda de sangue excessiva. Um volume maior que 80mL pode ser alarmante, sendo que 120mL já é considerado quantidade para o desenvolvimento de anemia;

- Longa duração do período menstrual, ultrapassando os sete dias;

- Intervalo curto entre uma menstruação e outra. Ciclos com menos de 24 dias³.

Portanto, se o fluxo for muito intenso, durar mais de setedias, e o intervalo entre uma menstruação e outra for curto, isso pode significar um quadro de menorragia (sangramento uterino anormal), e é possível que o organismo fique com falta de ferro.

Se você reconhece essas características no seu ciclo menstrual, observe se você também apresenta alguns dos principais sintomas da anemia durante o seu período. Nesse caso, é importante procurar um médico e iniciar a reposição desse mineral!

A anemia provocada por menorragia não é um diagnóstico frequente; poucas mulheres apresentam esse quadro. A ocorrência da anemia é muito mais comum no período pré-menarca. Quando a menina está perto de menstruar pela primeira vez, seu corpo atinge a fase de maior crescimento e precisa de cerca de 280mg de ferro somente para manter constante a concentração de hemoglobina sanguínea. Por sua vez, a menstruação demanda cerca de 178mg de ferro durante um ano inteiro¹.

Mulheres com fluxo moderado e ciclos bem-espaçados não terão deficiência de ferro por causa da menstruação. Do contrário, se você identifica sangramento excessivo durante o período menstrual, procure seu médico.

Durante qualquer tipo de sangramento, o organismo perde um mineral chamado ferro. O ferro é um nutriente essencial à vida. Ele é responsável pela produção das células vermelhas do sangue e pelo transporte do oxigênio para todas as células do corpo.

Referências:

1) Fujimori E, Szarfarc SC, Oliveira IMV de. Prevalência de anemia e deficiência de ferro em adolescentes do sexo feminino – Taboão da Serra, SP, Brasil. Rev.latino-am.enfermagem, Ribeirão Preto, v. 4, n. 3, p. 49-63, dez. 1996.

2) Belisiário MSN. Comparação do tratamento da hemorragia uterina disfuncional com sistema intrauterino liberador de levonorgestrel e ácido tranexâmico [Tese]. Campinas: Unicamp; 2011.

3) Barcelos RS, Zanini RV, Santos IS. Distúrbios menstruais entre mulheres de 15-54 anos de idade em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: estudo de base populacional. Cad. Saúde Pública. Nov 2013; 29(11): 2333-2346.