O que é TPM? 

TPM: esta sigla tão pequena, mas que significa tanto para nós, mulheres. E para os homens também. Todos acabam sofrendo um pouco com a tensão pré-menstrual. Mesmo aqueles que só estão por perto acabam sentindo a instabilidade deste período. A TPM é tão marcante que já ganhou alguns apelidos carinhosos como Todos Problemas Misturados e Tente Perturbar Menos. Brincadeiras à parte, a tensão pré-menstrual é coisa séria.

Tem gente que acha que é bobagem, que é pura invenção feminina. Mas, saibam os desavisados que a TPM existe mesmo, comprovada cientificamente por pesquisadores e empiricamente pela mulherada, que todo mês se queixa de seus efeitos avassaladores.

A tensão pré-menstrual é uma síndrome que acomete mulheres em idade reprodutiva, ou seja, está intimamente ligada à menstruação - como o próprio nome já sugere. O que caracteriza a TPM são os sintomas físicos e emocionais que ocorrem devido às mudanças hormonais da fase lútea do ciclo (após ovulação) e desaparecem ou reduzem significativamente ao término do sangramento menstrual¹. A fase lútea é a que antecede a fase da menstruação.

A oscilação nos níveis de estrógeno e de progesterona atua sobre a função do neurotransmissor seretonina, levando às manifestações da TPM. Os sintomas pré-menstruais são resultado de uma sensibilidade diferenciada para os efeitos da progesterona e do estrógeno sobre as flutuações de humor, sendo perturbadores nas mulheres.²

São mais de 200 sintomas associados à TPM¹, entre os quais podemos listar:
- Cólica, dor de cabeça e dor nos seios;
- Ansiedade, irritabilidade e tensão nervosa;
- Fadiga, insônia, esquecimento e confusão;
- Retenção hídrica, aumento de apetite e ganho de peso.

O motivo por ser tão indesejável é que a TPM não se restringe à relação da mulher consigo mesma, e reflete também no relacionamento com outras pessoas². Por isso, na TPM, acabamos chateando pessoas tão queridas sem intenção, fazemos tempestade em copo d’água e brigamos por razões bobas. Muitas vezes, não conseguimos prestar atenção na aula ou no trabalho, e o nosso rendimento é prejudicado. A TPM é capaz de provocar uma avalanche de emoções e comportamentos inusitados em apenas alguns dias. Felizmente, os sintomas findam com a chegada da menstruação² e a vida segue normalmente.

O fato é que temos de aprender a lidar da melhor forma possível com a presença inevitável da TPM. Ela chega, vai embora, mas sempre volta. E é normal. Por isso, toda mulher tem seus truques para passar por estes dias. Quem está por perto e convive muito com a gente também vai aprendendo como agir quando a TPM aparece.

Para ficar de olho no ciclo menstrual, tem um jeito bem fácil: usando o app Sai Cólica. Ele traz um calendário menstrual que você configura conforme seu ciclo. Além disso, tem joguinhos superdivertidos para você passar o tempo e relaxar mesmo quando as cólicas aparecerem. O aplicativo é gratuito para Android e iOS.

A tensão pré-menstrual é uma síndrome que acomete mulheres em idade reprodutiva, ou seja, está intimamente ligada à menstruação - como o próprio nome já sugere.

Referências:

1) Paiva SPC, Paula LV, Nascimento LLO. Tensão Pré-Menstrual (TPM): Uma revisão baseada em evidências científicas. Rev Feminina. 2010 Jun; 38(6): 311-315.

2) Brilhante AVM, Bilhar APM, Carvalho CB,et al. Síndrome pré-menstrual e síndrome disfórica pré-menstrual: aspectos atuais. Rev Feminina. 2010 Jul; 38(7): 373-378.