Uma recente pesquisa realizada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS) mostra que o Brasil cresce a cada ano em número de cirurgias plásticas. No ranking mundial, ficamos à frente de Japão e México. Já nos Estados Unidos, conforme a Associação Americana de Cirurgia Plástica, esse número caiu 34% nos últimos 10 anos.1

Dietas malucas, eterna insatisfação com o espelho e procedimentos estéticos variados, o fato é que mesmo diante de um cenário tão promissor para a mulher - onde muito se fala em empoderamento e autoaceitação - ainda agredimos os nossos corpos e mentes em constantes tentativas de nos encaixarmos dentro do que a sociedade considera como belo e aceitável.

É indiscutível o direito de fazermos com os nossos corpos aquilo que julgarmos necessário; porém, precisamos analisar se não estamos buscando algo inatingível. Afinal, existe padrão de beleza? O que é um cabelo perfeito? Como definir uma pele de boneca? Quais tipos de curvas precisa ter um corpo de verão? Já notaram como os padrões gerados pelas mídias, principalmente nas redes sociais, geram em nós uma sensação de inadequação? Muitas mulheres em pleno puerpério, onde o corpo e a mente passam por profundas alterações, se veem totalmente pressionadas a voltar “ao corpo normal”, porque uma blogueira, em menos de 30 dias após o parto, já exibe uma barriga chapada. Ninguém nasce repudiando o próprio reflexo diante do espelho. Porém, em um mundo onde a aparência é supervalorizada, é fato que muitas mulheres não conseguem fazer as pazes com a própria imagem. Afinal, modelos e influencers reproduzem em grande massa padrões de beleza tidos como perfeitos, o que dificulta o encontro com o amor próprio e a autoaceitação. 

Adequar-se ao corpo dito como ideal é muitas vezes impossível, seja por questões financeiras ou genéticas. Então, essa busca incansável abre espaço para uma grande frustração. Não podemos esquecer que a cultura do belo ainda é branca e magra. Basta digitar a palavra “beleza” em seu buscador de internet e clicar em imagens.

Felizmente, grandes movimentos como o feminismo negro empoderam mulheres em todo o mundo e provam que a pele escura, o cabelo crespo e um corpo mais curvilíneo são lindos e cheios de personalidade, e que podem tranquilamente estampar campanhas publicitárias e cartazes de filmes, livres de qualquer tipo de estereótipo.

Precisamos reconhecer que uma pequena minoria de mulheres está, com muita determinação, elevando a autoestima de outras milhares, pois diariamente elas nos mostram que é possível nos amarmos do jeitinho que somos, com as nossas curvas, com nossos cachos (ou com a ausência deles), com nossas cicatrizes e, principalmente, com a nossa história.

E saiba de uma coisa: por dentro todas nós somos iguais e, em grande parte, possuímos ciclos menstruais e passamos pelos mesmos incômodos durante esse período. Para o alívio das dores menstruais e cólicas, não se esqueça do seu aliado nessa causa: o Buscofem. Com rápida absorção pelo organismo, ele promove alívio 2x mais rápido²; e com a cápsula Liqui-Gel, fica fácil de engolir. Para mais informações, consulte a bula de Buscofem!

 

 

NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE ÚLCERA, GASTRITE, DOENÇA DOS RINS OU SE VOCÊ JÁ TEVE REAÇÃO ALÉRGICA A ANTI-INFLAMATÓRIOS. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.
Buscofem (Ibuprofeno 400mg) é um medicamento analgésico em cápsulas Liqui-Gels®, composto por Ibuprofeno 400mg. LIQUI-GELS® é marca registrada da Catalent Brasil LTDA*. Contraindicações: alergia ou intolerância aos componentes da fórmula, asma, pólipo nasal, inchaço ou urticária provocada por medicamentos, úlcera gastrintestinal, doenças graves do coração, fígado ou rins, desidratação, últimos 3 meses de gravidez e em gestantes sem orientação médica e crianças menores de 12 anos. MS - 1.0367.0159 - SAC 0800 701 66 33. Agosto/2019
Referências: 1- Site Terra, Notícias, Brasil se torna uma superpotência da cirurgia plástica, Janeiro, 2019 - Disponível em: https://www.terra.com.br/noticias/dino/brasil-se-torna-uma-superpotencia-da-cirurgia-plastica,ed149fbe695826a6ac5e5d62a6e99d2b09xsch43.html 2- Mendes GD, Mendes FD, Domingues CC, et al. Comparative bioavailability of three ibuprofen formulations in healthy human volunteers.Int J Clin Pharmacol. 2008; 46 (6), 309 – 318.