O Ibuprofeno, princípio ativo do Buscofem, foi descoberto em 1969 e vem sendo usado e comercializado há mais de 50 anos1. Durante todo esse tempo, mostrou um excelente perfil de segurança e eficácia no tratamento de febre e dor causada por diversos tipos de infecção.

A infecção causada pelo novo coronavírus (COVID-19) é uma condição clínica nova e, por isso, dados e informações estão sendo constantemente divulgados e atualizados. Recentemente, um estudo publicado em uma revista médica chamada Lancet (www.thelancet.com/journals/lanres/article/PIIS2213-2600(20)30116-8/fulltext) levantou a hipótese de que o uso de Ibuprofeno poderia estar relacionado com casos mais graves da infecção por COVID-192. Como medida de prevenção, algumas autoridades sanitárias ao redor do mundo proibiram ou desaconselharam o uso de Ibuprofeno em casos de suspeita de infecção pelo novo coronavírus (COVID-19).

No entanto, as recomendações são conflitantes. Outras organizações, como a European Medicines Agency (autoridade sanitária da União Europeia), ressaltam que não há dados suficientes para se chegar a uma conclusão definitiva e está realizando uma avaliação mais aprofundada sobre o assunto3. A Organização Mundial da Saúde (OMS), em uma nota publicada em 19 de março de 2020, ressalta que não há recomendação contrária ao uso de Ibuprofeno para o tratamento de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (COVID-19).4 (https://twitter.com/WHO/status/ 1240409217997189128)

Existem outros medicamentos antitérmicos disponíveis para o tratamento de febre que podem ser utilizados enquanto as autoridades da área da saúde não chegam a uma posição definitiva. Em caso de dúvida, é importante lembrar que a atitude mais recomendada é buscar a orientação de um médico sobre qual o medicamento mais adequado para o seu caso.

Buscofem e outras indicações:

A segurança do Ibuprofeno está sendo avaliada apenas nos casos de febre causada pelo novo coronavírus. Não houve qualquer mudança sobre o uso de Ibuprofeno quando não houver infecção pelo novo coronavírus. Ele segue sendo efetivo em outras indicações, como: dores na região pélvica e dismenorreia (cólicas menstruais)5, cefaleia (dor de cabeça leve ou moderada), enxaqueca, dorsalgia (dor nas costas), dor de dente, mialgia (dores musculares), dores articulares. Buscofem pode continuar sendo usado nessas condições.

Se você tiver qualquer outra dúvida, entre em contato conosco!

 

Referências:

  1. The inventors of ibuprofen. Disponível em: https://www.boots.com/floating-editorial/about-boots/the-history-of-ibuprofen. Acessado em 20/03/2020
  2. Fang L, Karakiulakis G, Roth Michael. Are patients with hypertension and diabetes mellitys at incresead risk for COVID-19 infection? Lancet Respir Med. 2020; March,2020. DOI: https://doi.org/10.1016/S2213-2600(20)30116-8
  3. European Medicines Agency. EMA gives advice on the use of non-steroidal anti-inflamatories for COVID-19. Disponível em: https://www.ema.europa.eu/en/news/ema-gives-advice-use-non-steroidal-anti-inflammatories-covid-19. Acessado em 20/03/2020
  4. World Health Organization (WHO) Q: Could #ibuprofen worsen disease for people with #COVID19? A: Based on currently available information, WHO does not recommend against the use of  of ibuprofen. @WHO. 18 de março de 2020. 7:46 pm. Tweet. Disponível em: https://twitter.com/WHO/status/1240409217997189128. Acessado em 20/02/2020
  5. NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE ÚLCERA, GASTRITE, DOENÇA DOS RINS OU SE VOCÊ JÁ TEVE REAÇÃO ALÉRGICA A ANTI-INFLAMATÓRIOS.

 

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Buscofem® (ibuprofeno) é indicado para o alívio das cólicas e outras dores menstruais. LIQUI-GELS® é marca registrada da Catalent Brasil LTDA*. Contraindicações: alergia ou intolerância aos componentes da fórmula, asma, pólipo nasal, inchaço ou urticária provocada por medicamentos, úlcera gastrintestinal, doenças graves do coração, fígado ou rins, desidratação, últimos 3 meses de gravidez e em gestantes sem orientação médica e crianças menores de 12 anos.
MS - 1.0367.0159  - SAC 0800 701 66 33. (abril/2020). Página para maiores de 18 anos.