O nosso website utiliza cookies para lhe identificar e aprimorar a sua experiência de navegação.
Alguns cookies são necessários, outros são utilitários, analíticos ou de marketing. Ao continuar navegando, você concorda com os termos da nossa Política de Cookies.

Tire cinco dúvidas frequentes sobre a menstruação

A menstruação, infelizmente, ainda é tabu para muitas pessoas. Logo, o receio em falar no assunto pode gerar diversas dúvidas, mesmo para quem tem o costume de visitar regularmente seu ginecologista. Pensando nisso, separamos algumas das dúvidas mais frequentes sobre a menstruação para responder e desmistificar possíveis conceitos errados sobre esse processo tão natural às mulheres.

Como saber se meu ciclo menstrual é normal?

Um ciclo menstrual normal na adolescência tem duração de dois a seis dias e intervalo entre um ciclo e outro de 21 a 35 dias. A perda de sangue fica em torno de 30 a 80 mL (isso corresponde a uma troca de quatro a seis absorventes bem molhados por dia). Variações deste padrão podem indicar anormalidades no organismo e o que deve se fazer é buscar orientação médica¹.

Vale lembrar que durante os primeiros 12 a 18 meses os ciclos são frequentemente irregulares e sem ovulação, devido à imaturidade do eixo H-H-O (hipotálamo-hipófise-ovários). Os níveis inconstantes de estradiol resultam em menstruações em períodos de tempo variáveis a cada 3 a 4 meses e de curta duração¹.

Como saber se vou menstruar?

É importante ficar atenta ao corpo, pois ele sempre dá sinais de mudança. Durante a fase lútea (após a ovulação), uma série de sintomas surgem e caracterizam o período que conhecemos como TPM². Os sinais mais frequentes são:

- Físicos: seios doloridos, dores de cabeça; distensão abdominal e inchaço das extremidades;

- Emocionais: ansiedade, irritabilidade, agressividade e isolamento social2.

Tudo isso ocorre devido à oscilação dos níveis dos estrógenos e da progesterona no ciclo menstrual³. Vale salientar que os sintomas devem desaparecer com o início do fluxo menstrual², então fique atenta e procure seu ginecologista sempre que achar necessário.

Anemia pode interromper a menstruação?

Na maioria das vezes, a anemia é uma consequência do baixo consumo de ferro ou da perda excessiva deste mineral. Acontece que distúrbios alimentares e restrições dietéticas podem alterar o equilíbrio endócrino, que é responsável por regular as funções reprodutoras femininas. Então, sim! A anemia pode influenciar na menstruação, atrasando a sua chegada ou mesmo a interrompendo por completo4.

Estresse pode atrasar a menstruação?

Nem sempre menstruação irregular, atrasada é sinônimo de gravidez. O ciclo menstrual pode ser influenciado por fatores externos ao sistema reprodutor. Estresse e ansiedade são capazes de gerar alterações emocionais. Tais alterações podem afetar a produção hormonal, fazendo com que a menstruação atrase por alguns dias¹.

Problemas no trabalho ou na família podem acabar interferindo no ciclo normal em mulheres mais sensíveis. Mas, em caso de atraso e suspeita de gravidez, o melhor é fazer um teste de gravidez e sanar a dúvida.

Posso praticar atividade física menstruada?

Pode e deve! A prática de exercícios físicos interfere favoravelmente no ciclo menstrual. A atividade física promove o melhor funcionamento dos órgãos pélvicos e extrapélvicos por adequar o metabolismo e, principalmente, o fluxo sanguíneo da região pélvica. Isso contribui para o alívio da cólica, por exemplo. A liberação de endorfina durante o exercício também ajuda a reduzir a ansiedade, a tensão e outros fatores5.

Então, nada como uma roupa confortável, e praticar exercícios, e  lembrando de respeitar sempre os seus limites e de fazer uma avaliação médica antes de iniciar atividades físicas regulares!

Um ciclo menstrual normal na adolescência tem duração de dois a seis dias e intervalo entre um ciclo e outro de 21 a 35 dias.

Referências:

  1. Beznos GW. Distúrbios menstruais. Pediatr Mod. 2002 Ago;38(8):372-375.
  1. Paiva SPC, Paula LV, Nascimento LLO. Tensão Pré-Menstrual (TPM): Uma revisão baseada em evidências científicas. Femina. 2010 Jun; 38(6): 311-5.

  1. Brilhante AVM, Bilhar APM, Carvalho CB,et al. Síndrome pré-menstrual e síndrome disfórica pré-menstrual: aspectos atuais. Femina. 2010 Jul; 38(7): 373-8.

  1. Vilaradi TCC, Ribeiro BG, Soares EA. Distúrbios menstruais em atletas femininas e suas inter-relações. Rev. Nutr. 2001 Jan/abr; 14(1): 61-9.

  1. Quintana LM, Heinz LN, Portes LA. et al. Influência do nível de atividade física na dismenorréia. RBAFS. 2010 15;( 2):101-4.

ONDE COMPRAR ONLINE

Buscofem. ibuprofeno.
Indicações: tratamento dos sintomas de febre e dores leves e moderadas associadas a gripes e resfriados, dores de garganta, de cabeça, enxaqueca, de dente, nas costas, musculares, articulares e na região abaixo do umbigo, como cólicas menstruais. MS 1.7817.0892.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Fev/2021.
LIQUI-GELS® é marca registrada da Catalent Brasil LTDA.

Referência Consultada: 1. Bula do produto Buscofem. 2. *Mendes GD, Mendes FD, Domingues CC, et al. Comparative bioavailability
of three ibuprofen formulations in healthy human volunteers. Int J Clin Pharmacol. 2008; 46 (6), 309 – 318.