Higiene Íntima

Cuidar da higiene íntima é imprescindível para ambos os sexos. Homens e mulheres, mesmo com aparelhos reprodutivos tão distintos, física e funcionalmente, necessitam ter muita atenção quando o assunto é higiene, pois esta é uma grande aliada na prevenção de inflamações e irritações na área genital. Entretanto, quando pensamos na higiene íntima da mulher, ainda há de se considerar o período menstrual merecedor de uma maior atenção.

Durante a menstruação, algumas alterações importantes deixam a mulher mais vulnerável a infecções do trato reprodutivo. O pH vaginal fica desequilibrado, a umidade na região aumenta e a descamação do tecido ocorre mais intensamente. Sendo assim, durante o período menstrual, a vagina se torna um ambiente propício à proliferação de vírus, bactérias e fungos. Para evitar surpresas desagradáveis como estas, a solução é simples: basta cuidar muito bem da higiene íntima¹.

E, quando falamos em cuidados com a higiene, não significa que você precisa passar na farmácia e comprar todos os produtos femininos imagináveis. Pelo contrário! A higiene íntima ideal pode ser feita com a dupla dinâmica água e sabão neutro. Os sabonetes líquidos específicos para a limpeza da genitália ainda geram controvérsia entre ginecologistas. Alguns condenam o uso destes produtos, argumentando que, quanto mais se altera o habitat da flora bacteriana fisiológica vulvar e vaginal, maiores são os riscos de infecções e inflamações².

Além da limpeza propriamente dita, outro cuidado como a troca de absorventes deve ser observado. Naqueles dias, a mulher que optar tanto pelo absorvente externo quanto pelo interno deve ter o cuidado de trocá-los frequentemente. O intervalo de tempo entre uma troca e outra vai depender da intensidade do fluxo de cada uma e da sua necessidade pessoal. A recomendação é não ficar mais de quatro horas com o mesmo absorvente para prevenir odores desagradáveis e até mesmo a proliferação de micro-organismos prejudiciais à saúde¹. Vale ainda a ressalva: dormir de absorvente interno, por mais que pareça a solução perfeita para uma noite de sono ininterrupto, é altamente perigoso. A prática pode resultar em uma infecção pélvica gravíssima. Então, nada de preguiça quando o assunto é trocar o absorvente.

Tendo em vista a complexidade do aparelho reprodutor feminino e suas alterações durante o ciclo menstrual, a higiene íntima deve ganhar atenção redobrada naqueles dias. Além de prevenir doenças mais sérias, os cuidados com a higiene, principalmente durante a menstruação, proporcionam conforto e bem-estar para a mulher. Para não tornar este período ainda mais conturbado, lembre-se de priorizar a higiene tanto quanto a cólica e a TPM.

A higiene íntima ideal pode ser feita com a dupla dinâmica água e sabão neutro.

Referências:

1) Bonet R, A Garrote. Higiene de la zona íntima femenina: más allá de la limpieza. Offarm. 2005; 24(11):76-80.
2)  Araujo MP, Martins KDF, Zucchi EVM, et al. O uso de sabonetes íntimos femininos. Femina. 2009; 37(4): 229-234.